quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

“Allegro ma no troppo”

Para fazer face aos novos desafios que espreitam o Ocidente – como o terrorismo muçulmano e a própria China, cuja expansão o mesmo Ocidente promoveu –, alguns generais que ocuparam altos postos na OTAN decidiram publicar o livro Rumo a uma grande estratégia para um mundo incerto, patrocinado pela fundação holandesa Noaber, no qual estabelecem as políticas a serem adotadas conjuntamente pelos EUA e pela Europa em situações de crise. É o que informa a edição digital do jornal “El País” (15-01-07).

O perigo que existe nisso, entre outros, é o fato de se criar uma força supranacional para intervir a qualquer propósito em qualquer lugar do mundo. E não somente a pretexto de terrorismo, mas também de grandes questões que preocupam a humanidade, como a climática.

Assim, bastaria que prevalecessem as elucubrações pseudo-científicas de ecologistas radicais sobre o papel da Amazônia no equilíbrio do eco-sistema, para que essa força decidisse de repente intervir aqui...

Um comentário:

Marco disse...

É verdarde.