quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

New Hampshire – II

No campo conservador saiu vitorioso o veterano do Vietnã, John McCain, de 71 anos. Ele obtivera modesta colocação nas prévias de Iowa, mas se impôs com facilidade em New Hampshire, com 37% dos votos. Seu principal contendor, Mitt Romney, obteve 32% e Mike Huckabee, vitorioso em Iowa, apenas 11%.

Diante deste quadro, McCain, de fala direta e objetiva, perfila-se como o mais provável candidato republicano à Presidência.

No que é ajudado pela idade, a qual, além de sugerir experiência e despertar confiança, faz recordar o velho Ronald Reagan, entretanto o mais popular presidente americano, com cujas idéias John McCain tem afinidades.

O panorama ainda pode apresentar surpresas, uma vez que haverá as prévias de Nevada, no próximo dia 19, e sobretudo a “Super-terça” de 5 de fevereiro, quando será a vez de 20 Estados escolherem seus candidatos.

Mas a impressão que se tem é que do lado republicano a pugna ficará entre os senadores John McCain e Mitt Romney, e do lado democrata entre a senadora Hillary Clinton e o senador Barack Obama.

Seja como for, o grande fato desta corrida eleitoral americana – muito por cima, portanto, de quem saia vencedor – é que se trata para os contendores de se ajustarem a uma opinião pública cada vez mais conservadora e exigente no terreno moral, oferecendo-lhe propostas consentâneas com suas aspirações.

Ao contrário do que sucedia no passado, quando prevalecia a tendência liberal, e os mais conservadores tinham não raro a fraqueza de ceder diante dela para tentarem se impor.

Um comentário:

Transverso, transmundo... disse...

Olá!

Recebi pelo correio esta postagem. Bem interessante a idéia bo blog, inspirado na colouna do Plínio Corrêa.
Votarei.